Que democracia é essa?

Que democracia é essa?

Dias atrás esta headline de jornal passou no meu twitter.

Ela demonstra a grande enrascada na qual nos metemos.

Um sujeito com um “Prêmio Nobel” lançou uma narrativa contrária à realidade das coisas.

Nunca na história da humanidade o homem comum teve acesso a informações sobre tantas vertentes políticas, sobre os meandros e trâmites dos processos políticos, sobre casos de corrupção emergindo das profundezas da criminalidade para a clareza do conhecimento público.

Nada fortalece mais uma democracia do que o acesso a informação, que é um fenômeno atual difícil de negar.

A presumida autoridade do “prêmio nobel” confunde os incautos de que ele está obviamente certo.

Mas não está.

Ora, então para fortalecermos a democracia basta acabarmos com a internet e voltarmos a nos informar através de 2 ou 3 conglomerados de mídia – TVs e Jornais Impressos – com narrativas únicas e uniformes sobre a realidade, passada às massas mediante interesses escusos?

Será que a Democracia sai fortalecida?

Acho que não.

Vote Lula Pela Democracia

Outra situação que me deixa perplexo é essa alucinação semântica da esquerda de achar que só é democracia se o candidato deles ganhar.

Uma conhecida postou a frase acima: “Vote Lula pela Democracia”

E eu comigo mesmo: “Ué, estamos em meio a uma ditadura e eu não estou sabendo?”

Ora, nada revela mais a força e presença da nossa democracia do que o fato de estarmos justamente em meio a eleições gerais.

Vote em Lula pela justiça social, para ganhar aquele carguinho daora e voltar a botar a mão no dinheiro público, para seus comparsas voltarem a saquear o Brasil. Vote no Lula pela transformação do Brasil no Jardim do Éden, que é o que deve acreditar a cabecinha imaginativa de muitos.

Mas votar no Lula pela democracia não faz o menor sentido; é na verdade um argumento bem fraquinho.

Política de candidato único é ditadura, amigos.

Ora, por democracia entende-se JUSTAMENTE grupos diferentes alternando-se no poder de tempos em tempos. A Socialdemocracia de Fernando Henrique ficou oito anos no poder. O Trabalhismo do sr. Lula e companhia ficou no poder por quatorze anos. O centrão do Sr. Temer ficou 2 anos, ainda que de forma demeritória, via impeachment (embora lembremos que ele era vice-presidente, foi eleito na chapa). A direita do sr. Bolsonaro ficou apenas quatro anos no poder e a esquerda trata uma possível continuidade como inadmissível.

Eu também tenho minhas muitas reservas com o Bolsonaro, mas devo dizer que é bem admissível sim. É até desejável que a direita se alterne no poder com a esquerda.

Esta alternância é a verdadeira democracia…

…e não só o seu candidato permanecer no poder indefinidamente só porque você acha o outro candidato chato, feio e bobo.

CRESÇA!

A democracia é barulhenta, e deve ser barulhenta.

Democracia silenciosa não é democracia, esta sim, é ditadura.