Investimentos ao longo do tempo

Investimentos ao longo do tempo

Curiosidades financeiras.

O gráfico ao lado demonstra a evolução (ou involução) dos investimentos ao longo dos últimos 200 anos, terminando em 2002. Clique para ampliar, caso queira ver em detalhes.

Apesar de mostrar a vantagem de investimentos como títulos públicos ou ações, o que me chamou foi justamente a involução do dólar.

Nota-se que Um Dólar de 1802 teria em 2002 o poder de compra de apenas 5 centavos.

A imagem mais abaixo é a continuação do gráfico, até 2018.

Nela percebe-se que cerca de 240 anos após o surgimento do dólar, esta moeda tem o poder de compra de apenas 1 centavo.

Esta observação suscita diversas curiosidades, dentre as quais, destaco:

– A inflação realmente corrói a riqueza.

– 1 dólar hoje compra coisas que apenas 1 único centavo era capaz de comprar em 1900.

– Se você pegar uma nota de 1 dólar hoje, e pudesse viajar no tempo até 1802, teria o poder de compra de 100 dólares.

– Se viajasse para lá com uma nota de 100 dólares, teria o poder de compra de incríveis 10.000 dólares.

– Um milionário de hoje, isto é, aquela pessoa que possui um milhão de dólares líquidos na conta, em 1910 não teria o mesmo status; aliás, estaria longe de alcançá-lo, tendo um poder de compra de apenas 10.000 dólares.

– Este gráfico permite entender porque Rockefeller, com fortuna estimada em 1,4 bilhão de dólares em 1937 foi o homem mais rico que já existiu, com qualquer coisa em torno de 140 bilhões *.

– E aqui vemos o quanto ilusório é esse rótulo de “bilionário”, muito usado atualmente. Esse rótulo só existe justamente por causa da extrema desvalorização do dólar. Um “bilionário” de hoje não teria muito mais além de 10 milhões dólares lá por 1920. Nada mal, é verdade, mas… né… bilionário…

– Em meio a essa crise terrível por que passa o mundo devido ao corona-vírus, tem-se ouvido muito falar em ajudas de governos na faixa dos trilhões de dólares. Agora, entendemos o porquê. Apesar do valor geral das coisas continuarem a mesma coisa, o dólar em si, esta cifra usada para indicar o valor das coisas, vale hoje um centésimo do que valia há 100 anos.

– Nós, os brasileiros temos uma relação complicada com a inflação. Os jovens não sabem, mas eu sou de 1980 e sei o que era inflação; o que era termos notas de papel valendo 1 milhão de cruzeiros; os preços aumentando DIARIAMENTE.

CINCO

CINCO

Relembramos um pouquinho disso recentemente com a sra. Dilma, e vimos nosso poder aquisitivo reduzir-se. O que lá por 2010, com uma nota de 100 reais vínhamos com um carrinho de compras cheio para casa, já em 2018 não era difícil uma compra com uma cestinha de mão passar dos 100 reais.

Investimentos ao longo do tempo

Investimentos ao longo do tempo

* Há divergências quanto a atualização da fortuna do Rockefeller. Aqui eu usei a mera multiplicação por 100, uma vez que hoje o dólar vale um centésimo do que valeu até a década de 1940.