Nós levamos bastante tempo na vida para compreender que, em geral, as pessoas não são atraídas pela aparência ou pela perfeição dos outros.

As pessoas são atraídas por afinidades, isto é, por interesses comuns, problemas comuns e, principalmente, pela energia vital do indivíduo.

Energia

A escritora Anaïs Nin percebeu que:

Não vemos as coisas como são; Vemos as coisas como somos.

Também é atribuída a Ralph Waldo Emerson a seguinte observação:

O que você é fala tão alto, que não consigo ouvir o que você está dizendo.

Você pode se enfeitar e tentar parecer o que quiser, mas é a sua real percepção de si mesmo e a energia psico-emocional dela resultante, que os outros perceberão.

As pessoas vão julgá-lo(a) por suas próprias avaliações (de si mesmo).

Você realmente recebe o que você emite.

Essas pessoas com quem você se relaciona com dificuldade, são atraídas pela sua própria energia para comprová-la, são um espelho virado para você, e no final das contas, eles materializam seu conflito interior, para você vê-lo claramente.

Eles representam externamente as (péssimas) expectativas que você tem dentro de si mesmo.

E você pode sempre achar razões incríveis para não conseguir ser amado.

O ponto é, você estaria disposto(a) a deixar-se ser amado(a)?