Hoje pela manhã encontrei o seguinte texto, da jornalista Elaine Maieski no Facebook:

Por que no Brasil temos tanta corrupção ? Por que por aqui o dinheiro público é desviado e os serviços básicos são precários ? Por que a educação é ruim, a segurança é falida e a saúde está na UTI ? Porque votamos errado…elegemos psicopatas preocupados unicamente com a sua própria conta bancária….bem que poderíamos começar uma grande limpeza nessa eleição, tirando o poder de quem não sabe governar ! Não precisamos de Lei da Ficha Limpa para começar a mudança, precisamos apenas de bom senso e espírito de cidadania… pense nisso, e faça a diferença !

E eu respondi assim:

Pois olha, Elaine, tenho discordado bastante ultimamente desse pensamento. Veja bem: O sujeito é escolhido pra entrar lá em cima, rouba, e NÓS que somos culpados porque votamos “errado”? É bem assim que eles querem que pensemos.

Não! ELES que são culpados porque são criminosos que pegam para si bens públicos. ELES devem ser responsabilizados, não nós. Quando estamos escolhendo candidatos e votando, não temos como saber o que se passa na mente nebulosa do indivíduo rs. Eles, os políticos, devem saber que a partir do momento em que estão se candidatando, estão ganhando direitos mas também estão assumindo MUITOS deveres. Não é?

De modo que me parece que o grande problema do Brasil não é a corrupção, a qual existe em qualquer canto do mundo, e sim de fiscalização.

Um exemplar típico da espécie politiqueira

Um exemplar típico da espécie politiqueira

Essa é uma inversão de valores bastante corrente no Brasil a qual devemos combater. Há uma discordância lógica na sentença: “Eu voto, tu roubas, nós somos os culpados”.

Sim, eu sei que os políticos corruptos que estão no poder são eleitos pelo próprio povo. O problema é que a corrupção está enraizada no pensamento e nas ações do povo. O povinho já vota justamente no candidato que trará mais vantagens para ele, e não para a comunidade. Carradas de areia, tijolos, cimento e cestas básicas costumam ser moedas de troca descaradamente utilizadas para a compra de votos…

Brasileiro AINDA encara o voto como uma forma de melhorar a própria vida, e não a vida da comunidade da qual faz parte. Vejo um quê de egoísmo nisso, aliado a uma crassa falta de visão das coisas, fundamentada justamente por uma educação precária ou inexistente.

Então enquanto esse tipo de pensamento e postura continuar dominando as motivações para os votos, a política brasileira continuará sendo a mesmíssima coisa que vemos hoje… políticos usando dos privilégios dos cargos que ocupam para beneficiar a si mesmos, como se os bens públicos fossem seus.

Portanto a única forma de mudar isso é afundando o Brasil no oceano e começando tudo do zero…  com um trabalho não só de educação, mas de CONSCIENTIZAÇÃO do povo. Isto é, ensinando-o que todas as suas atitudes terão consequências.

Se você vota pensando só em você, o político trabalhará pensando só nele.

***

Clique e saiba mais sobre o Ranking Brasileiro de Políticos – uma ferramenta que pode nos ajudar a mudar esse panorama.