Sabe de nada, inocente

Sabe de nada, inocente

Eu acho que Deus criou o mundo profano como arena para que nela pudéssemos treinar e lutar contra vícios e paixões com as armas que só podem ser conhecidas no reino do sagrado, as virtudes.

A salvação não está em saber morrer bem, e sim, em saber viver bem. Esta me parece, também, a verdadeira e autêntica sabedoria.

Eu acho que é mais sábio o indivíduo que está na arena da vida, lutando, construindo, errando e aprendendo, caindo e levantando, trabalhando e suando, do que no sujeito com vestes e barbas compridas, que fica sentado num pedestal, longe de tudo e de todos, observando a vida de cima, alardando algum poder superior, vago e ambíguo, que nada contribui de efetivo para melhorar as condições dos que precisam de ajuda.

Mas eu só acho…