O leitor Jorge me escreveu o seguinte questionamento:

E aí Ronaud? Vi que você gosta muito de ler… como você consegue ler tantos livros assim? Existe alguma técnica? Leio um livro por mês, mas queria aumentar isso, o que você sugere?

Ao responder o email, finalizei-o com 4 ou 5 parágrafos e me dei conta que já fiz todas essas observações abaixo mas nunca coloquei por escrito e que, portanto, dariam um bom post :) Então lá vai, essas são minhas observações sobre meu ritmo de leitura:

Bom, os livros que estão resenhados neste site têm sido lidos desde 2008, alguns, muito antes disso. Vim lendo-os ao longo do tempo.

É legal, mas a vida é mais que isso

É legal, mas a vida é mais que isso

Existem sim técnicas de leitura dinâmica, mas nunca me aprofundei. Eu gosto de ler com tempo, parando muito pra refletir sobre algo mais interessante que me chame a atenção. Vou e volto muito nas minhas leituras. Resumindo: Sou MUITO lento para ler :)

Mas já aconteceu de ler determinados livros em 2 ou 3 dias, que são aqueles raros livros que nos despertam um intenso interesse, pois o que tenho percebido ao longo do tempo é que a maioria dos livros é basicamente tediosa e até, repetitiva. Tanto que hoje já não me forço a ir até o fim com livros que realmente não me despertam interesse; já não sinto mais que posso perder algo interessante que esteja mais para a frente no livro.

No fim, hoje, tenho lá uma dúzia de clássicos que realmente vale a pena ler.

Romances e ficção eu leio mais rápido do que livros de caráter filosófico, e isso deve ser normal, já que romances trazem uma narrativa dinâmica, muitos diálogos curtos, enquanto livros de não-ficção trazem um conteúdo bastante denso, instrutivo e que exige reflexão.

Aqui também funciono por fases. Há fases em que, sob novos interesses, leio bastante, e em outras, me sinto estafado de tanta informação. Nestes momentos tenho a sensação de que ler demais pode se tornar uma atividade de fuga, e que é preciso praticar o que aprendi em vez de continuar, de alguma forma, relendo o que já li em livros anteriores, já que quando nos aprofundamos e nos estendemos num assunto, ele começa a repetir-se. A vida é prática, acontece lá fora; não é teórica, não acontece em folhas de papel.

Os interesses por assuntos também vão mudando com o tempo. Design, finanças e espiritualidade são temas com os quais já me saturei. Assim que terminar uns livros que tenho pela metade aqui :) quero muito partir para conhecer os clássicos da literatura brasileira.

Há pessoas que leem mais de um livro por mês, mas são pessoas que se dedicam, tem tempo, conhecem leitura dinâmica etc. No caso aqui do leitor, um livro por mês, na minha opinião, está ótimo :) Neste ritmo, em 10 anos, vai ler 120 livros, o que é conteúdo pra caramba, e estará acima de 99% da população brasileira.