O amor é lindo

O amor é lindo

Acho graça.

Há muitos e muitos anos atrás, na época de adolescência, um “amigo” riu descaradamente de mim por eu ter desenhado um “lacinho” em volta do texto de um bilhetinho para uma menina do colégio (sim, eu fazia dessas…).

Na ocasião, consegui me sentir mais ridículo do que já estava sendo.

HOJE, ele manda coraçãozinho pra namorada publicamente no Facebook.

Co.ra.ção.zi.nho.

Pois é. As pessoas mudam. Acho que com os anos ele aprendeu algo que eu, modéstia à parte, sempre soube de forma intuitiva e que o ditado abaixo traduz perfeitamente:

Nos braços da mulher amada, todo homem volta a ser criança.

Amar e querer agradar NUNCA é feio.