Ultimamente, praticamente não assisto mais filmes. Muito menos a ponto de revê-los. Mas eventualmente acontece de algum filme chamar mais atenção que o normal a ponto de me predispor a assisti-lo.

Um desses filmes foi O Grande Gatsby, baseado num clássico da literatura americana do início do século passado, durante os famosos anos 20.

A little party never killed nobody

Uma das canções da trilha sonora do filme é Young and Beautiful, que dramatiza perfeitamente, na melodia e na letra, toda a angústia vivida no filme por Jay Gatsby e Daisy.

Fiz uma adaptação da letra, de forma bem pessoal, para o modo como eu a senti e interpretei.

Você viu o mundo, fez de tudo
Agora somente trabalho e aniversários
Andou por entre diamantes e brilhantes
E agora respira ares tranquilos

Lembro das nossas noites quentes
Quando eramos ingênuos, sem jeito
Foram ótimos dias, sob as luzes da cidade
Você me encantava como a uma criança

Será que eu ainda vou te amar?
Quando não for mais tão jovem e linda?
Será que você ainda vai me amar?
Quando eu não passar de uma alma angustiada…?
Sei que vou te amar
Sei que você vai me amar
Quando não formos mais jovens e sonhadores

Vi um pouco do seu mundo,
você o iluminava, era seu palco
Onde anjos passavam
E os tempos eram outros

Lembro dos nossos dias juntos, divertidos
Do jeito lindo que você se mostrava pra mim
De todos os seus jeitos
Do seu rosto lindo e sua alma eletrizante

Meu Deus, quando terei meu paraíso?
Deixe-me ser o seu homem
Quando? Deixe-me saber
Deus, me diga, por favor…

Toda aquela graciosidade, aquele corpo
O prazer naquele rosto, com quem ainda quero festejar
Eu sou o seu sol, eu faço ela brilhar
Como um diamante!

Sei que vou te amar
Sei que você vai me amar
Quando não formos mais jovens e sonhadores

Será que eu ainda vou te amar?
Quando não for mais tão jovem e linda?
Será que você ainda vai me amar?
Quando eu não passar de uma alma angustiada…?

Abaixo, a música com as principais cenas do filme.