Resenha divulgada

Ah, Se Eu Soubesse...

Ah, Se Eu Soubesse...

Ah, se eu soubesse… traz as experiências de homens de negócios de diversas áreas, sintetizada por eles mesmos, com base em uma pergunta: o que você gostaria de saber 25 anos atrás?

  • Editora: Negócio
  • Autor: RICHARD EDLER
  • ISBN: 8586014079
  • Origem: Nacional
  • Ano: 1997
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 237
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio

Minha opinião sobre o livro – Ah, se eu soubesse…

Se você está chegando a conclusão de que dinheiro não é tudo, e está a procura de boas dicas de pessoas experientes para comprovar sua conclusão, este é o livro certo.

Particularmente, gosto de ouvir as pessoas (quando têm o que dizer, é claro), e gosto muito de conversar sobre a vida. Neste caso, Ah, se eu soubesse… me pareceu interessante por trazer uma coletânea de profundas observações de gente muito experiente e competente acerca das coisas da vida, e do trabalho também, mas sob o enfoque humano.

Nele você encontrará dicas de todos os tipos sobre melhores formas de se levar a vida. Alguns dos profissionais que colaboraram com suas opiniões se concentraram mais nos aspectos humanos e emocionais, como amizade, família, tempo. Outros se limitaram a dar dicas específicas, como por exemplo, sobre a importância de se cuidar da memória ou de se preparar um currículo consistente. Mas todas essas observações e dicas são muito válidas e podem servir a você.

Alguns leitores se frustraram talvez por esperarem um enredo linear de auto-ajuda. Ou certamente porque estão na fase da vida onde as experiências relatadas apontam para o sentido contrário. O assunto do livro Ah Se eu soubesse… é dividido em pequenos textos, quase como aforismos pessoais e o enfoque é basicamente saber aproveitar mais intensamente a vida, e não dicas empresariais ou financeiras. Ou seja, diz-se que o ser humano é um bicho complicado, porque passa a vida toda atrás do dinheiro, dando sua saúde em troca. No fim da vida, enfim, ele passa a trocar seu dinheiro novamente por saúde. É disso que o livro fala. Fala às pessoas focadas tão somente no trabalho, na produção, nos resultados, que mal acompanham o crescimento dos filhos, que mal ouvem os anseios de seu companheiro(a), enfim.

Para quem acredita que é fundamental aprender com os próprios erros mas prefere aprender com os erros alheios, o livro Ah, se eu soubese é uma boa dica. Com uma bela capa e muito bem diagramado, é uma boa opção para presentear, também.