Sai pra lá com essa fumaça

Sai pra lá com essa fumaça

Acho fantástico que o Uruguai se destaque nesse “combate” às drogas. Um combate não-violento e inteligente.

É complicado proibir o consumo de substâncias naturais; é complicado proibir o cultivo de plantas. Principalmente quando se proíbe uma, e se permite outra, tão nociva quanto a cannabis, como o TABACO (sem contar as plantas que geram o álcool, uma substância igualmente psicoativa e que já cai nas graças dos jovens desde muito cedo).

Conhecemos suficientemente a natureza humana para sabermos que proibir alguma coisa é a melhor forma de estimular seu uso. NUNCA vai dar certo, como nunca deu até hoje.

Mas regulamentá-las e controlá-las pode dar.

(e não, não sou usuário, acho o negócio fedido e tenho dó dos usuários com seus olhos vermelhos de gente doente. mas se tem gente que gosta do que não presta, que sejam livres pra consumirem o que quiserem)