Vai nessa...

Vai nessa…

Existe uma tendência nas mensagens espiritualistas e de auto-ajuda, a fazer-nos ver, quando as coisas dão errado, que o que queremos de alguma forma não é para nós.

Dizem que talvez a realidade almejada não seria tão boa quanto é em nossa imaginação. Dizem que não estamos preparados para receber o que desejamos. Dizem que o problema está em nós e não nas circunstâncias extremamente complexas da vida.

Tentam nos fazer enxergar menos valor no que queremos. Tentam nos dizer que um ser humano adiantado é o que precisa de menos para viver. Que o segredo é não querer, porque quanto mais se quer, mais se sofre.

Dizem que Deus não lhe tira as coisas, lhe livra delas. Dizem que às vezes não conseguir algo é um golpe de sorte. Dizem que as perdas e limites ferem apenas as ilusões do ego e não nossa alma, como sentimos.

Para mim, não passam de mensagens consoladoras e confortadoras. Quanto menos pessoas quererem o melhor para si, menos competição haverá para quem já tem.

Penso aqui comigo mesmo que talvez o mundo estivesse melhor, e as pessoas mais felizes e realizadas, se essas mensagens estimulassem-nas a correrem mais atrás do que querem, ao invés de ficarem esperando pela boa vontade dos deuses, pela circunstância apropriada, pelo tempo certo.