Quando eu era criança, havia uma mensagem generalizada na mídia, que na época se resumia a TV e ao rádio, de que o Brasil ainda tinha jeito. Diziam, os artistas e políticos, que o Brasil era o país do futuro.

Então o futuro chegou, e só o que vemos é que o Brasil é o país do ridículo.

O desânimo é generalizado até na classe artística.

Eu conheço três pessoas que viveram fora do Brasil. TODAS se arrependeram de ter voltado pra cá. Depois de um tempo, uma voltou para a Espanha. Outra não voltou para os EUA por estar já com certa idade. Com a terceira não conversei mais mas… certamente ainda sonha com suas aventuras na Austrália.

Dizem os mais otimistas, que quem acredita que as coisas aqui são de modo geral piores do que nos outros países tem o complexo de vira-latas. Sei lá! Numa forçação de barra tremenda, eles querem acreditar que as coisas no Brasil são equiparáveis às coisas… dos países europeus, por exemplo.

Mas contra fatos fica difícil levar essa visão adiante.

Burocracia – O Brasil é por exemplo um país extremamente burocrático, cujos trâmites para se tocar as coisas adiante atrasa deveras a vida do brasileiro.

Educação – O Brasil também tem um dos piores índices nos rankings internacionais de educação, conforme já comentado aqui.

Política – E o que dizer do esculacho que é a política brasileira? Precisa dizer algo?

Religião – Essa merece destaque especial:

Devaneio, megalomania, ou os dois?

Devaneio, megalomania, ou os dois?

O que dizer de um líder religioso neo-pentecostal que passa a se vestir de rabino, se auto-intitula “profeta” e que constrói um mega-templo não por acaso denominado “Templo de Salomão” que custou centenas de milhões de reais para ser construído? Mas a coisa piora: O que dizer de toda uma massa de milhões de pessoas que segue um sujeito desse, e leva seus devaneios a sério, e ainda sustenta o circo todo com o dinheiro de suas doações?

O que esperar de um país que abriga esse tipo de gente?

(Veja bem, o problema não é ser evangélico, ou cristão. Eu mesmo acho o evangelho, aqueles quatro livros publicados sobre a vida de cristo, uma bela mensagem de fé, amor e humanidade, muito digna de ser seguida. O problema é se dizer cristão e agir de modo diferente do modo pelo qual Cristo agia.)

Ciência e Tecnologia – Vai lá, diz aí: Qual é o grande produto tecnológico de exportação brasileiro? (Jogadores de futebol e prostitutas não vale). Aquele produto que mudou o mundo, tipo a lâmpada elétrica, o rádio, a TV, o computador, o celular, o google, o facebook

Até a geração de energia cuja fonte é a biomassa, através do Etanol, algo tipicamente brasileiro, o governo brasileiro está destruindo através de sua incompetência para gerir a inflação.

Conclusão

Eu gostaria mesmo é de estar errado. Eu espero mesmo que com o tempo eu perceba que os outros países também têm suas bizarrices tão generalizadas que passam a ser tidas como normais.

Mas eu e você sabemos que não será assim. Todos os dias vemos no noticiário alguma notícia bizarra envolvendo o nome Brasil relacionada a algum comportamento estúpido ou criminoso de alguém que, na verdade, é um comportamento generalizado e que explica o imenso atraso da política, da economia e principalmente, do pensamento do brasileiro.