Não, dia do RESPEITO!

Abaixo, texto da amiga Sheila Sens, que explica melhor O QUE É esse dia da mulher, para você que AINDA pensa que hoje é um dia para se dar flores, bombons e reconhecer o quanto o mundo fica mais belo com elas. Não, mulher não é enfeite:

Respeito

Respeito

Hoje fui cedo pra aula, falei com várias pessoas na Universidade, tive 3 horas emocionantes de gramática holandesa, conversei com meus colegas e a professora, recebi um bom dia mais que educado das pessoas no caminho, incluindo o pessoal trabalhando numa obra aqui perto de casa.

Não temi pela minha segurança, não me preocupei com a minha aparência, com meu peso ou a (falta de) feminilidade do meu tênis surrado.

Fui tratada como igual, nem frágil, nem ‘gostosa passando’, nem louca de TPM, nem recalcada, nem “princesa”, nem adoradora de livros românticos e vampiros que brilham feito purpurina.

Igual.

Nem rosas, nem nenhum outro tipo de prêmio de consolação ridículo que só insultaria a minha inteligência.

Obrigada, Holanda, por me tratar como igual. Por me dispensar o respeito e consideração devidos.

Meu desejo que todas as mulheres (e os membros das outras minorias) sejam tratados sempre como eu fui hoje.

Como igual.