Neste texto (clique e leia), Uffe Ranskov, investigador dinamarquês e fundador da Liga Internacional dos Céticos do Colesterol que defende que o colesterol alto não é causa mas apenas um sintoma das doenças cardiovasculares. Ele afirma:

“A campanha do colesterol é o maior escândalo médico do nosso tempo”

Minha cara de preocupado

Minha cara de preocupado

Lembre-se de tudo que você já ouviu a vida inteira sobre o quanto o colesterol é nocivo e tal tal tal. Agora pense que era tudo MENTIRA. Vá adiante e pense no quanto essas pessoas fizeram toda a sociedade de trouxa. Quanto dinheiro e quanto esforço para se evitar o colesterol quando na verdade a causa para os problemas do coração são bem outras. Talvez até mesmo ainda desconhecidas.

Sempre que leio coisas assim – e volta e meia me deparo com mensagens que negam tudo que já se falou sobre determinados assuntos – acredito menos ainda nessas “pesquisas” diárias que vemos dizendo o que faz bem, o que faz mal, o que causa câncer, o que evita câncer, o que apressa a morte, e o que a distancia (porque evitá-la, mesmo, nenhuma pesquisa conseguiu descobrir até hoje).

To vendo que hoje em dia, postura prudente é NÃO ACREDITAR.

Informe-se, leia, mas não acredite.

JAMAIS!

A verdade é que o corpo humano é tão complexo, e as causas das doenças podem ser tão diversas, envolvendo hábitos, comportamentos e emoções, que tenho concluído que, de modo geral, ninguém tem certeza de nada.

O negócio é viver do jeito que dá, comer do que se gosta, beber do que se gosta, fumar o cigarrinho pra aliviar a tensão, pra quem gosta, evitando os exageros e parando de se preocupar, porque nenhum de nós tem condições de evitar TUDO que já se apontou como possível causa para os males da saúde. Vejamos alguns:

Agrotóxicos nos alimentos, produtos químicos com os quais entramos em contato diariamente, contaminações no solo, poluição do ar, contaminação na água, transgênicos, gorduras saturadas, carne vermelha, alimentos industrializados, estresse, más posturas corporais, radiações ultravioletas, sedentarismo, doenças por contato animal (toxoplasmose, leptospirose, raiva, etc), etc, etc, etc… milhões de etc’s!

O jeito é relaxar, porque nós não vamos conseguir escapar de todas essas armadilhas. Por mais que não se queira, por mais que se esteja o tempo todo preocupado em não cair nelas.

Preocupações não evitam o pior, nem doenças, nem a morte. Ao contrário, acho que é esse excesso de medo e de preocupações que temos atualmente que acaba nos deixando doentes.