Estou ouvindo umas músicas bem, bem, BEM antigas, e entendendo com uma clareza rara, porque eu era tão depressivo na adolescência.

***

Músicas tem um incrível poder sobre nossos humores.

Já ouvi muito rock. Foi durante a pior época da minha vida. A culpa não foi do rock, claro.

Mas com certeza havia uma identificação de raiva, revolta, e uma vontade (apenas vontade) de transgressão, típicas do rock.

Hoje costumo ouvir músicas mais animadas, como samba, MPB e o temível sertanejo universitário.

Mas estou preferindo ser um cafona alegre, do que um melancólico cool.

Sempre é uma questão de escolha.

She – Elvis Costello. Uma música romântica, linda e comovente.

Mas triste. Deveria vir com um aviso: Se estiver na fossa, não ouça!

( Não é o meu caso ;) )