Para abrir seus caminhos, caminhe!

Para abrir seus caminhos, caminhe!

Quando querem mudar de vida e não encontram saída, as pessoas costumam procurar por orações para abrir caminhos.

Orações ajudam, mas sem atitudes práticas que visem tornar a vibração espiritual da pessoa mais positiva, a tendência é que nada aconteça, ou que demore muito para acontecer.

Sempre há uma luz no caminho

Sempre há uma luz no caminho

E nada acontece porque uma oração muito raramente promove a transformação necessária na vibração espiritual da pessoa para que mudanças ocorram. Então ela continua presa ao mesmo padrão negativo que não só a levou ao estado atual no qual se encontra – e do qual quer sair – como a mantém presa à mesma situação indefinidamente.

lei da atração existe e funciona, e é a base do que se conhece popularmente como o poder da fé. Mas diferentemente do que se diz popularmente, ela atrai o que a pessoa É, e não o que ela pensa. O fato evidente de que é muito mais difícil mudar o que se é do que mudar um simples pensamento explica a dificuldade das pessoas em utilizarem a lei da atração (ou o poder da fé) a seu favor.

Porque ao contrário do que se diz no segmento da auto-ajuda, a positividade e a negatividade (e o poder de mudança que elas possibilitam) são muito mais uma questão de comportamento e atitudes (mesmo que sejam atitudes mentais), do que de meros pensamentos. A coisa toda começa com os pensamentos (através de uma oração ou mentalização, que no fundo são a mesma coisa), mas não termina neles…

Pensamentos positivos só resolvem a vida quando se transformam em atitudes positivas em relação a como você lida com as coisas, acontecimentos e pessoas de sua vida. Se você pensar positivo, mas continuar agindo negativamente na hora do vamovê, brigando, se magoando fácil, fazendo birra, invejando, sendo grosseiro, repetindo erros etc, continuará perpetuando seu carma negativo – bem merecido, por sinal ;)

Como abrir os caminhos?

Então o que eu sugiro para abrir caminhos nessa nossa vida conturbada? As seguintes sugestões podem ajudar muito a amenizar ou eliminar a negatividade da sua vida e colocá-lo(a) num novo padrão, mais elevado e positivo:

Perdoando

O perdão é a principal mudança de postura a ser realizada para abrir caminhos. A mágoa, o rancor e o ressentimento são como mãos presas ao seu pescoço que o(a) impedem de respirar. São como nuvens diante de seus olhos que o(a) impedem de enxergar. São como muros a sua volta, que o(a) impedem de se conectar com os outros. Você é menos você quando não perdoa.

Faça as pazes com seu passado, compreendendo que tudo teve o seu porquê, mesmo apesar de não conseguir enxergá-lo. Compreenda os erros, seus e dos outros, porque você e os outros são seres em constante evolução e é natural que errem – e até mesmo, que errem feio. Tanto no passado, como agora, todas as pessoas e todos os acontecimentos foram necessários para você chegar até aqui, nesse nível melhorado de consciência e auto-percepção. Você não seria tão esperto(a) se tivesse caminhado até aqui sobre flores…

Você não aceita, mas a verdade, é que tudo está certo do jeito que está. Quando aceitar, o perdão brilhará, e você vai respirar melhor, vai enxergar melhor a maravilha que é a vida, e se conectará num nível muito mais profundo com os outros. O perdão é o primeiro passo para a serenidade, a tolerância, a compaixão e a amizade por todos.

Veja também: O que é perdoar? – Todos os textos sobre perdão

Agradecendo

A gratidão é consequência do perdão. É também o inverso da mágoa: Não se agradece ao que não se perdoa. Nosso estado natural é o do perdão, da aceitação e da gratidão, portanto, da paz com tudo e com todos. Por isso, se você não consegue perdoar alguém, ou a algum fato negativo, experimente agradecê-lo, aceitando e entendendo que foram necessários para o seu crescimento pessoal e sua evolução espiritual. O efeito é o mesmo.

É preciso que entendamos e aceitemos que sem os outros, sem a natureza e sem Deus, nós não somos nada. Temos direito a muito pouca coisa, no entanto, recebemos TANTO mesmo fazendo tão pouco: Vida, saúde, alimento, moradia, roupa, objetos, amigos etc etc etc mas temos tão pouca consciência disso, e queremos sempre mais.

Quantas, e quantas, e quantas pessoas e recursos são mobilizados para que tenhamos tudo isso?

Portanto, manter um espírito constante de gratidão, por tudo e por todos, é o mínimo que podemos fazer para retribuir em espírito todas as dádivas com as quais o universo tão generosamente nos agracia. E a gratidão tem um poder enorme de elevar a vibração espiritual de uma pessoa.

Veja também: Todos os textos sobre gratidão

Vivendo o bem

Os caminhos se abrem quando estamos integralmente impregnados, até a alma (literalmente), com o espírito da benignidade. Isso se manifesta:

Desejando o bem, para si e para os outros; Sempre esperando que o bem aconteça, em qualquer situação, afirmando que vai dar tudo certo. Os cumprimentos sociais ajudam muito nesse sentido: bom dia, boa tarde, boa noite, bem-vindo, boa sorte, boa viagem, bom apetite, felicidades, tudo de bom, parabéns etc. Basta ser educado(a) ;)

Praticando o bem, para si e para os outros, com a determinação de fazer sempre o que é o certo a ser feitoValorizando-se, usando e consumindo somente itens de qualidade (alimentos de qualidade, roupas de qualidade, lugares de qualidade, livros, filmes e músicas de qualidade, relacionando-se com pessoas de qualidade etc); Aprimorando-se constantemente, tanto no campo profissional, como no emocional / espiritual; Adquirindo conhecimentos e sabedoria, e ensinando e compartilhando o que aprendeu.

Reconhecendo que tudo é bom, por mais que não pareça.  O perdão e a gratidão são caminhos cujo trajeto traz você até o bem, isto é, estar de bem com tudo e com todos; Colocando em prática o otimismo, preferindo ver sempre o lado bom das coisas.

Veja também: Positividade

Agindo com coragem e confiança

Aqui chegamos ao ponto chave. Querer que os caminhos se abram é perfeitamente natural. Buscar o próprio melhoramento, através do perdão, da gratidão e da pureza de intenção também é muito positivo e até, indispensável, porque essas questões mal resolvidas realmente travam nosso perfeito funcionamento social, psicológico e espiritual.

Mas permanecer na espera e na passividade pode ser muito infrutífero. As coisas não costumam cair do céu porque os milagres só acontecem quando já fizemos tudo que podia ser feito. Por isso Deus nos concedeu pernas, braços e inteligência. Então é bom sempre ter em mente que parte do processo de se abrir os caminhos na vida envolve ter a força necessária para superar situações difíceis – conversando o que tem que ser conversado, resolvendo o que tem que ser resolvido – e envolve também a iniciativa para começar o que se quer que se realize.

O que, por sua vez, exige que se saiba de antemão o que se quer.

Mas aí já é outra história.

;)

Veja também: Todos os textos sobre atitude