Vai na fé

Vai na fé

Uma boa mensagem aos jovens, neste trecho muito interessante encontrado neste blog:

[…] Aliás, esqueça a ideia da semente.

Ser jovem não é ser semente; é ser, antes de mais nada, uma narrativa aberta.

Imagine que você é o começo de uma história: “havia uma moça de 16 anos que gostava dos Beatles e dos Rolling Stones e, um belo dia, ela saiu para fazer sua inscrição no vestibular…”

Continue.

E lembre-se de que uma boa história tem reviravoltas e surpresas.

Contardo Calligaris

Gosto de pontos de vista abertos assim: Nada precisa ser definitivo (como se algo nesse mundo pudesse ser definitivo).

Não temos obrigação de acertar.

Ninguém tem obrigação SEQUER de dar certo.

Tentativa e erro é um processo normal da vida e do progresso, incluindo aí a escolha profissional.