Tem que ser VOCÊ

Tem que ser VOCÊ

Eu acredito que o que mais nos desperta atração em outra pessoa, e sobretudo o que determina se a escolheremos para nós, é seu posicionamento social. Não me referindo aqui necessariamente a um eventual status financeiro, e sim, ao status que se tem diante do grupo do qual faz parte. Seria um status social.

É verdade que há vários fatores numa pessoa que influenciam nossa atração por ela: beleza, tipo físico, inteligência, humor, segurança, estabilidade emocional, disposição, sexualidade, gostos pessoais, estilo de vida etc.

Entretanto, por tudo que vi até hoje, percebo que os casais se unem, dentre todos esses motivos citados, porque o parceiro representa bem o outro, diante da ideia que tem de si, e diante do grupo social que frequentam.

Não basta ser bom, é preciso parecer bom.

Digo isto porque vejo que nossa busca por valor pessoal é algo preponderante em nosso comportamento. Queremos não só nos sentirmos valorizados por nós mesmos, mas também, pelos indivíduos que formam o grupo ao qual pertencemos. Prestígio social é a cereja do bolo da vida. Poucos o alcançam, mas é o que de fato torna a vida interessante. Por isso tantos correm atrás da fama como loucos.

Um parceiro bem visto no grupo transfere parte de seu prestígio diretamente para o outro, sem que se precise muito esforço. Em podendo escolher qualquer um, escolheu e preferiu justo um. Embora o parceiro também não ficará com o primeiro por pouca coisa; também ele espera que sua escolha o represente bem diante do grupo. Não é à toa que se diz que atrás de um grande homem sempre há uma grande mulher. Eis a tendência sob a qual as parcerias amorosas duradouras tendem a se fazer, através de um equilíbrio de forças.

Em minha adolescência, acreditava que romantismo, disponibilidade e cordialidade seriam o suficiente para ser reconhecido e escolhido por alguém. É CLARO que não bastou, mas serviu para eu entender como as coisas funcionam. A mensagem que um homem muito romântico e muito disponível passa para a mulher é que ele é inseguro e busca segurança, e que não tem vida própria, e que busca isso em outra pessoa. Sinaliza para ela que está diante de um homem fraco. Sabemos que mulheres tendem, biológica e culturalmente, a procurar parceiros fortes e seguros.

Por essas e outras chego à conclusão de que investir em si mesmo, valorizando-se, é a melhor forma de sermos os escolhidos de alguém, ou de, na pior das hipóteses, termos algum direito de escolha.

Só não pode escolher demais.