Já vi mais de um estudioso ou especialista dizer que o bem mais escasso atualmente é a atenção humana. Sobre o dia das crianças, tem um pensamento sempre repetido e sempre verdadeiro, que diz:

O melhor presente é estar presente.

Nada mais verdadeiro e nada mais difícil. Também já vi ouvi especialistas afirmarem que a melhor forma de afastar os filhos das drogas é estando sempre presente e dando bastante atenção aos filhos, principalmente na adolescência, época da vida que oferece maior risco em relação à possibilidade de aproximação dos jovens com as drogas.

Luiz Carlos Prates, personalidade que acompanho e que ora se mostra conservador, ora se mostra moderníssimo, costuma dizer que os pais de hoje são egoístas e displicentes; diz que se preocupam demais com seus probleminhas e caprichos e esquecem que tem vidas em suas mãos. Resumindo, diz o Prates que os pais são irresponsáveis e não assumem o compromisso de realmente dispensar atenção aos filhos; enfim, de realmente estarem presentes. Eu sei, ele generaliza, mas concordo.

As crianças têm mais necessidade de modelos do que de críticas. Joseph Joubert

Não se engane! “Cumprir com a obrigação” de dar brinquedos, ou encher os filhos de computadores, vídeo-games e outros briquedos eletrônicos para que se distraiam e o deixem em paz, pode custar caro no futuro. Se é fácil, se é difícil, não sei. Pode ser para um e pode não ser para outro. Mas o fato é que o caminho é, sempre, o amor. E uma das formas de amar os filhos, talvez a melhor forma, sem dúvida, é estar presente.

Ronaud Pereira