Calma!

Calma!

O homem que domina a paciência, domina todo o resto.

Todos os erros humanos são fruto da impaciência, da interrupção prematura de um processo ordenado, de um obstáculo artificial criado em torno de uma realidade artificial.

A PACIÊNCIA É UMA ATITUDE inteligente e pragmática que nos poupa de uma infinidade de conflitos. Segundo o guru indiano Osho, apenas observar é a arte da paciência. Observar o que acontece à nossa volta, sem nos anteciparmos aos acontecimentos, é um sinal da consciência da paz.

O Dalai-Lama afirma que “Nada é tão atraente em um homem como sua cortesia, sua paciência e sua tolerância”.

Mas talvez quem melhor definiu essa fonte de calma e inspiração tenha sido Jean-Jacques Rousseau, ao dizer: “A paciência é amarga, mas seus frutos são muito doces.”

Vale a pena recuperar essa virtude cada vez que nos sentimos tentados a escrever uma mensagem ofensiva, a discutir com nosso companheiro ou até a tomar uma decisão precipitada a respeito de um assunto que ainda não amadureceu.

Allan Percy